Um Pequeno Sopro de Vento

“Um álbum é para ler, com as mãos e os olhos, ler o texto, ler as imagens, ler com os cinco sentidos. Uma vez que lemos um álbum, ele não poderá voltar para a estante. (…) Tomando o livro como ponto de início, e não como fim, podemos pintar, inventar, escrever, comer, cozinhar, viajar, conhecer, rir… Podemos tanto! Podemos tudo!” (Eva Mejuto)

Tomámos como início “Um pequeno sopro de vento”, um livro da editora francesa Les Doigts qui Rêvent e, assim, iniciámos uma viagem ao sabor da brisa.

1ypggmdu

Convidámos o vento a entrar na nossa sala, mesmo dentro de portas.

Diapositivo1

Então, brincámos com o vento (artificial) para irmos, ainda mais, dentro do livro… As crianças adoraram! Cabelos ao vento, o toque nas fitas esvoaçantes…e o “ui, ui está frio!”, risos, muitos risos e gargalhadas.

100_5498

Lá fora, o vento (o verdadeiro) a bater-nos na cara numa grande corrida.

Quando falamos em crianças com cegueira, é, de facto, essencial ler com os cinco sentidos, como profere Eva Mejuto, partir do livro como um mote para suportar e ampliar a narrativa, uma história… Há que experimentar a história e enquadrá-la na experiência da criança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s