Abordar as cores com crianças com cegueira

Frequentemente somos questionadas por pais e profissionais sobre como abordar as cores com crianças com deficiência visual severa ou cegueira. Partilhamos, assim, um artigo da National Braille Press que explicita a questão. Veja o artigo na íntegra, em:

http://www.nbp.org/ic/nbp/programs/gep/crayons/crayons-color.html

6 dicas para abordar as cores com a criança com cegueira, por Deborah Kent:

1. Nunca tenha medo de falar sobre as cores

Falar sobre a cor não é perturbador para a criança, mesmo que o seja  para si em primeiro lugar. Se a criança nunca viu a cor, ela não sente a sua falta, mas é natural que seja curiosa. Incentive essa curiosidade!

2. Introduza a cor nas conversas diárias

Ajude a criança a  entender que a cor é um atributo de quase todos os objectos e substâncias no mundo. Pode dizer: “Aqui está uma bela maçã vermelha”, ou, “Coloca as tuas bonitas luvas de lã verdes.” Quando o professor pergunta: “De que cor é o teu casaco?”, a criança vai dizer com orgulho: “É azul!”

3. Pense sobre a cor como informação

“As rosas são vermelhas, as violetas são azuis…” Mesmo que uma criança que nunca tenha visto cores, não as compreenda da mesma forma, pode  aprender de que cor são os objetos no mundo. No Dia das Bruxas, a criança pode facilmente aprender que as abóboras são cor de laranja. Mas atenção, não exagere: seria muito aborrecido para  a  criança ter de aprender  a cor de todos os brinquedos da sua caixa!

4. Associe emoções e sentimentos à cor

Ajude a criança a compreender a cor, relacionando-a com os outros sentidos. Poderá descrever o vermelho como quente, forte; branco como suave e silencioso; preto como brilhante; ou azul como as notas de um saxofone. Um bloguer cego escreveu: Amarelo é amanteigado e rico, como o sol no teu rosto.

5. Introduza as sutilezas da cor mais tarde

Explique as sutilezas da cor quando a criança for mais velha. As maçãs podem ser verdes, bem como vermelhas; o céu pode ser azul ou cinzento, dependendo do tempo; a água num copo é incolor, mas no mar parece-nos azul.

6. Explique que algumas cores ficam bem juntas, outras não

Ajude a criança a conjugar cores. Isso será  importante para o seu futuro, quando ela escolher suas próprias roupas.

Deixamos, ainda, sugestões de livros onde as cores são as protagonistas. Leia-os em voz alta!

oh cores

“Oh, as cores!”, de Jorge Luján. Editora Kalandraka.

a rainha das cores

“A Rainha das Cores”, de Jutta Bouer. Editora A Cobra Laranja.

o ivro negro das cores

“O livro negro das cores”, de Rosana Faria, Menena Cottin. Editora Bruaá

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s