“Onde Está o Bolinha?” de Eric Hill

“O Bolinha escondeu-se. Vamos à procura dele…”

No passado dia 7 de julho estivemos a explorar com uma das nossas crianças a história “Onde está o Bolinha?”.

Nesta adaptação tentámos recriar as diferentes abas manipulativas, por exemplo, a cama, o relógio, a escada, …acrescentando a estas, texturas e elementos que permitam à criança com cegueira retirar a máxima informação.

Do mesmo modo foi feita a transcrição do texto para braille de modo a que desde cedo a criança possa começar a ter contacto com o mesmo.

Com um livro muito simples são vários os aspetos que podemos explorar:

Nestas imagens vemos a criança a levantar uma das abas do livro, a explorar a textura do peixe e do urso.

Exploração tátil

Através dos diferentes elementos manipulativos a criança pode explorar a forma de os abrir, levantar, rodar… Simultaneamente, o adulto deverá completar a informação que a criança está a recolher com descrições verbais, por exemplo, “É a cama. Vamos descobrir como ela é….tem uma manta, é macia! Mas repara, há mais….uma almofada….será que o Bolinha foi pôr a cabeça na almofada para poder descansar?”.

Numa fase inicial da exploração das páginas, o adulto poderá ajudar a criança neste processo através da utilização da técnica mão sobre mão.

– Repetição verbal

A história desenrola-se na tentativa de encontrar o Bolinha, assim, à medida que vamos mudando para outra página podemos incentivar a criança a chamar pela personagem…”Booooooolinha!!”.

– Associação de texturas

Ao longo da história foram utilizadas várias texturas alusivas a diferentes animais. A utilização das mesmas tem por objetivo tornar o mais concreto possível o paralelismo entre o nome do animal e alguma característica sua. Isto torna-se fundamental, não só para a criança com cegueira mas em qualquer criança pois, permite à criança associar um vocábulo a algo concreto que ela pode manipular.

Através das texturas poderão ser criados jogos de associação de texturas iguais bem como, associar um animal miniatura à sua textura.

Aqui podemos observar a criança a tentar encontrar uma textura igual à do urso, representada tanto no livro como em cartões individuais de texturas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s